#influencia: Flavien Arker (Gomalakka)

Howlin' Records

Template

#influencia: Flavien Arker (Gomalakka)

Hoje quem dá o papo sobre ‪#‎influencia‬ é Flavien Arker do quinteto eletro-post-punk: * Gomalakka*.

Ouça-os aqui: https://gomalakka.bandcamp.com/
Playlist: https://soundsgood.co/playlist/lista-fla

” O Gomalakka é uma grande mistureba de cabeças com diversas influências. Hoje em dia, eu até que tou ouvindo outros estilos mas a minha base mesmo é do metal e do rock progressivo.

Segue a lista dos 10 baixistas que mais me influenciaram. Não é a lista dos ‘melhores’ e mais virtuosos do mundo, mas é a dos que me influenciaram mesmo.

1. Steve Harris, do Iron Maiden, com suas cavalgadas iradas. Acho que foi com ele que comecei a prestar atenção no baixo numa banda. E a perceber como um baixista consegue transformar o que antes só servia como apoio em algo capaz de identificar o som de uma banda. Ouça “Innocent Exile”, “Wrathchild ou “The Clairvoyant” pra entender.

2. Phil Lynott, do Thin Lizzy. Adoro as linhas de baixo do Thin Lizzy. Já perdi as contas de quantas vezes devo ter ouvido os discos deles tocando junto! Se você não acha ele grande coisa, com certeza, não escutou “Ray-Gun”, “Little Girl in Bloom” ou “The Sun Goes Down”. Ah, claro, tem ainda as clássicas “Dancing in the Moonlight”, “Black Rose”…

3. Pete Trewavas, do Marillion – Meu ídolo! Esse é um que, quando ouço, é “Air Bass” acompanhando na certa! A linhas dele são músicas à parte, sensacionais, trabalhadas, melódicas, enfim, sou suspeito. Sou muito fã da banda. Se você não tem ideia do porque acho isso, dá uma escutada em “Chelsea Monday”, “Incubus”, “The Last Straw”, “Interior Lulu”…

4. Roger Waters – Vc vai dizer: “Como assim? O cara não toca lá muita coisa” Mas a lista é dos que me influenciaram, certo? Não tinha como deixar o Pink Floyd fora da minha lista! Essa banda toca constantemente na minha cabeça desde que eu tinha uns 7 anos de idade, com ou sem o som ligado! Algumas músicas pra sentir o que ele faz com o baixo? “Lucifer Sam”, “Dramatic Theme”, “Have a Cigar”, “Sheep”, “The Thin Ice”…

5. Geezer Bulter, meu mestre dos riffs no baixo. Pirei muito como ele conseguia criar linhas simples que colavam na sua cabeça mas, assim mesmo passeando muito por todo o baixo. “N.I.B.” é isso. À primeira vista, são só quatro notas que fazem o refrão, mas presta atenção em como ele não dá moleza pro baixo no resto da música. Ouve tambem “Lady Evil”, War Pigs”, “Falling of the Edge of the World”…

6. John Entwistle, do The Who. Meu DNA é quase todo feito de Tommy! “Pinball Wizard”, “My Generation”, “Baba O’Riley”, “The Real Me”… O cara era foda.

7. Jack Bruce, do Cream. Outro que já se foi. Se você já ouviu “Badge” deve ter reparado mais no baixo do Bruce do que na própria guitarra do Clapton! “White Room”, nessa música de novo, o que mais curto é o baixo! “Sitting on the Top of the World” e outras tantas…

8. Peter Hook, do Joy Division / New Order. Foi o Ale, batera do Gomalakka, que me chamou a atenção pra ele, já que o som da banda não era exatamente a minha praia! Mas agora sou fascinado pelas linhas de baixo e sonoridades. Adoro “Shadowplay”, “She’s Lost Control”, “Blue Monday”, Ceremony”…

9. Geddy Lee, do Rush. Tipo, não tem nem o que escrever aqui… Só se ele não tivesse nessa lista é que eu teria que explicar! Minha preferida é “Here Again”. Como adoro essa música! E o baixo vai que vai, lindo! O Geddy tem muito dessas linhas de baixo super trabalhadas e melódicas. “Fly by Night”, “Finding my Way”…

10. Gene Simmons, do Kiss. Sim! Hahahah As primeiras cordas que eu puxava do meu velho baixo Golden empenado – na época, com a cara cheia de espinhas e ainda cabeludo – eram para acompanhar “God of Thunder”, War Machine”, “Sure Know Something”, “Plaster Caster”, “Mr. Blackwell”, “Goin’ Blind”, “100.000 Years”, putz… Entre tantas!

É isso. E agora, tenho curtido muito os baixistas das bandas que estão com a gente na Howlin’ Records. Tenho visto uns shows e fiquei bem impressionado com o Rafa Ap do Loyal Gun, nosso Dija Dijones com o trabalho dele no Chabad,
, o Mr. Anderson Lima do Blear e o Thiago Buda, do BUFALO